Prepare os espaços para pintar

Para quem nunca o fez sem recorrer a profissionais fica aqui o desafio de viver esta experiência.
As vantagens são várias: poupa dinheiro em mão de obra que pode investir em melhor qualidade de tinta e faz uma actividade diferente que promove a libertação física e mental do stress diário.
No entanto antes de começar há que preparar os espaços e materiais de modo a ter tudo pronto no momento de iniciar.
Preparação para uma pintura
Antes de qualquer preparação deve ter em conta as mudanças que pretende fazer e definir ideias para o novo ambiente a criar se for caso disso.
Os materiais
Há materiais que são essenciais para uma pintura em casa:
- Plástico para pintura – Serve para cobrir o chão e o mobiliário e têm normalmente vários metros quadrados. Deve evitar a escolha de plásticos com espessura muito fina; ainda que se pague um pouco mais terá este material para futuras pinturas uma vez que quanto maior a espessura maior a durabilidade e resistência. Procure reunir todo o mobiliário, que não for possível retirar, no centro da divisão a pintar antes de proteger com os plásticos.
- Fita adesiva para pintura – Poderá ser colocada junto de rodapés, janelas ou outros locais para protecção. Pode ser utilizada juntamente com jornais, deixando metade da fita no jornal e a outra metade na zona a proteger. Evite comprar fita com uma largura muito reduzida.
- Material de pintura – Vai depender do tipo de pintura a fazer, mas é recomendado um rolo de pintura anti-pingos, com o seu suporte adequado, 2 pincéis para remates e locais não acessíveis pelo rolo e um extensor para o rolo, que o pode ajudar a pintar de modo mais uniforme tectos e paredes, evitando o uso exaustivo de um escadote. Convém ainda ter alguns panos velhos para limpar algo se necessário.
- Tinta – Depende também do tipo de superfície, dos objectivos finais e muitas vezes do orçamento disponível. Existem uma infinidade de gamas de tintas. Tal como os rolos e pincéis, por vezes, também nas tintas, a qualidade aumenta com o preço. Procure locais de venda com alguma variedade e tente aconselhar-se junto dos vendedores de modo a saber quais as melhores alternativas e as suas características. Para comprar tinta deve saber sempre o número de metros quadrados que vai pintar. Basta para cada parede e tecto multiplicar o comprimento pela largura e no fim somar tudo. As latas de tinta referem habitualmente o número de metros quadrados por litro.
A superfície
Para uma melhor pintura deve retirar os interruptores, tomadas, quadros ou outros objectos pendurados. Tenha em atenção as normas de segurança eléctricas ao retirar interruptores e tomadas. Poderá por exemplo, desligar a electricidade e isolar depois as zonas eléctricas.
Se existirem buracos, que resultaram de pregos na parede, fendas ou ainda algumas partes das paredes danificadas deve utilizar massa de reparação para uniformizar a superfície.
A superfície a pintar deve estar limpa, seca, sem gorduras ou bolor. Recomenda-se uma limpeza que pode passar por:
- Lavar sendo necessário deixar secar bem, por vezes durante alguns dias,
- Passar um pano, de modo a retirar poeiras que diminuem a aderência da tinta,
- Lixar se a superfície está estragada ou com irregularidades.
O tempo
Procure fazer tudo o que foi referido anteriormente e só depois iniciar a pintura. Por vezes podem ser necessários vários dias, de acordo com os tempos de secagem entre demãos. Se a superfície for muito grande, tiver muitas irregularidades ou até se for aplicar várias tonalidades de tinta o tempo de execução aumenta, mas pode sempre convidar um amigo ou familiar para colaborar!

in bricolagetotal.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...